Letícia, da Uniube - dez 5, 2018

Guia para se sair bem em uma entrevista de emprego

Guia para se sair bem em uma entrevista de emprego

Você fez um bom currículo, se inscreveu em um processo seletivo e foi chamado para a entrevista de emprego. E agora, como ter sucesso nessa fase para ser contratado?

Neste guia, você vai ficar por dentro de pontos importantíssimos, como:

Acompanhe!

O que você deve saber antes da entrevista de emprego

Nessa etapa, duas atividades são indispensáveis.

A primeira é refletir sobre o seu interesse em ocupar a vaga ofertada e trabalhar na empresa que o chamou para a entrevista de emprego. Pergunte-se:

  1. “Realmente estou interessado pela oportunidade e pretendo me dedicar para desempenhar essa função?”
  2. “Pretendo aceitar o cargo somente para pagar minhas contas e procurar outra oportunidade melhor logo depois?”
  3. “Estou apenas testando minha empregabilidade e não tenho interesse em ser contratado?”

Além de ajudar a desenvolver autoconhecimento, responder a essas perguntas evita que você desperdice o seu tempo e o do recrutador.

Esse profissional trabalha bastante para encontrar o candidato ideal e, com certeza, identificará se você está na situação das questões 2 e 3. Ele é treinado para isso!

A segunda é se preparar com seriedade para a entrevista de emprego.

Conversar com o recrutador sem conhecer bem a empresa e o cargo, usando a roupa errada, se comportando inadequadamente e cometendo outros erros comuns reduzirá suas chances de ser efetivado — ou promovido.

É importante saber as principais informações sobre a empresa e a função ofertada, como se comportar, qual roupa vestir, quais falhas evitar, quais frases não dizer e como responder às perguntas mais frequentes.

A seguir, você vai ver os caminhos para dar conta dessas e de outras questões.

Como se comportar e causar boa impressão na entrevista de emprego

Habilidades técnicas não são suficientes para você surpreender o recrutador e conquistar a vaga. A forma como você age durante essa etapa determina suas chances de ser contratado. Por isso, procure gerar uma impressão memorável para o entrevistador.

Vista-se adequadamente para a ocasião

Nada de comparecer à entrevista de emprego vestindo trajes inadequados ao cargo e à empresa, ok?

Portanto, faça uma pesquisa para saber como é o dress code da organização. Ou seja, descubra quais são as regras relacionadas ao vestuário que a companhia estabelece aos seus funcionários.

Por exemplo, algumas organizações têm um dress code rígido, exigindo traje formal todos os dias. Se esse for o caso, siga o padrão e use roupas formais na entrevista de emprego — como terno e gravata, para homens, ou tailleur, no caso das mulheres.

Outras empresas são mais flexíveis e permitem que o colaborador use roupas informais e confortáveis. Nesse caso, você pode usar um look casual.

  • Look casual para homens: camisa social, blazer, calça jeans escura sem detalhes e sapatênis.
  • Look casual para mulheres: blusa social, calça jeans escura com pouquíssimos ou nenhum detalhe, sapatos e acessórios discretos.

Em todos os casos, é recomendado evitar cores, acessórios, maquiagem, perfume, decotes e calçados chamativos. Dê preferência a peças e calçados mais clássicos, que tenham cores neutras ou escuras.

Seja pontual

Pontualidade demonstra respeito e comprometimento. Chegar depois do horário marcado afeta  sua imagem perante o recrutador e diminui suas chances de conquistar a vaga. Um profissional que se atrasa para compromissos desse tipo cumprirá prazos e horários?

Portanto, descubra a localização exata da empresa antes da entrevista de emprego. Veja qual é a melhor forma de chegar ao local com antecedência e trace uma rota alternativa. Planejar sua ida ajuda a evitar atrasos.

Por exemplo, você descobriu que o escritório fica em uma área movimentada do centro da cidade e, praticamente, não há estacionamentos por perto. Nesse caso, seria mais prudente ir de transporte público, de táxi ou carona.

Agora, imagine que você combinou de pegar uma carona. No dia da entrevista de emprego, acontece um acidente que engarrafa por horas as principais vias de acesso ao bairro onde a companhia se situa. Como você vai chegar ao local pontualmente?

É por isso que vale a pena ter um plano B. Ou seja, identificar outra forma de chegar ao local de entrevista, quais são os trajetos alternativos e opções de transporte público que não são afetadas por engarrafamentos.

Seja cortês com o entrevistador e com os outros candidatos

Segundo a consultoria Robert Half, o sucesso do profissional está cada vez mais relacionado ao alinhamento das suas habilidades comportamentais às expectativas da empresa. Em outras palavras, as atitudes e o caráter de um colaborador pesam mais que suas habilidades específicas.

E por que isso acontece? Os recrutadores sabem que indivíduos com grande conhecimento técnico e pouco caráter tornam-se funcionários que afetam negativamente o ambiente de trabalho.

Se o clima no escritório está pesado, a falta de motivação e os problemas de saúde aparecem, a produtividade cai e as metas não são batidas.

Entende por que conhecimento técnico não é suficiente para conquistar a vaga? O comportamento e as atitudes do candidato na entrevista influenciam bastante a decisão do entrevistador.

Sabendo disso, seja gentil com os recrutadores e com as outras pessoas que estiverem na sala de espera. Arrogância, grosseria, impaciência e outras atitudes negativas devem passar bem longe da entrevista de emprego.

Entrevista de emprego - cortesia

Atente-se à linguagem corporal

Fique de olho em sua postura, pois o recrutador também analisa o modo como os candidatos se portam. A forma como anda, senta, aperta a mão e dirige o olhar diz muito sobre você.

Portanto, aprenda a usar a linguagem corporal a seu favor.

  • Sente-se corretamente na cadeira: mantenha a coluna reta, incline-se levemente para a frente. Evite posicionar-se de forma desleixada ou curvada.   
  • Aperte a mão do recrutador de modo firme, tomando cuidado para não aplicar força demais e machucar o entrevistador.
  • Mantenha contato visual quando fizer e responder perguntas. Mas faça pausas para desviar o olhar para um lado. Dessa forma, você evita ficar “encarando” o recrutador, o que pode deixar o profissional desconfortável e constrangido.
  • Mantenha uma expressão facial neutra, que demonstra serenidade e confiança.
  • Evite tocar o rosto, nariz ou boca várias vezes, pois esses gestos sugerem resistência ou decepção.  Não segure as próprias mãos, isso indica nervosismo.
  • Não desvie sua atenção da conversa para checar o celular ou o relógio.

Fique de olho na sua energia

A entrevista de emprego é um momento de tensão para os candidatos, especialmente aqueles que estão fora do mercado de trabalho há um bom tempo e não conseguem novas oportunidades.

Se você está recebendo um não atrás do outro, sua energia pode ser um fator que colabora para gerar esse resultado negativo.

"Energia, como assim?" Em termos simples, é o modo como você age frente aos desafios. Ao participar de um processo seletivo, tenha atitude positiva e alegre, em todas as etapas.

Não seja o profissional que enxerga apenas o lado ruim da sua situação. Aquele que fica aborrecido com a quantidade de pessoas que concorrem ao mesmo cargo e faz apenas comentários negativos.

Comprometa-se a ser um candidato engajado com o processo, que não deixa as emoções negativas ao seu redor afetarem seu desempenho e torna as o ambiente melhor que encontrou.

E como fazer isso?

Segundo o renomado coach Brendon Burchard, você deve decidir tornar a situação mais agradável. Não espere alguém fazer isso por você. Seja o candidato que eleva a energia das pessoas ao seu redor durante a entrevista de emprego.

Use técnicas para gerar rapport

Rapport é um relacionamento harmonioso e próximo em que duas ou mais pessoas entram em sintonia durante a conversa, criando laços e se comunicando bem.

Estar em rapport com o recrutador aumenta suas chances de ser lembrado e contratado.

E como fazer isso? Use 3 técnicas: espelhamento corporal, sintonização da voz e ajuste de linguagem.

O espelhamento corporal nada mais é do que refletir os mesmos gestos, expressões corporais e posturas do recrutador. Isso deve ser feito do modo mais natural possível, evitando que o outro perceba que está sendo imitado de propósito.

Para você ter uma ideia de como isso acontece naturalmente, observe o comportamento de pessoas em ambientes públicos, como bares, restaurantes, parques, festas e shoppings.

Veja como conversam, se comportam, quais são seus gestos e expressões. Pessoas e casais em sintonia geralmente adotam a mesma postura, sem que isso seja percebido. Já aqueles que estão conflito geralmente agem de forma diferente.

Em relação à sintonização da voz, você deve ficar atento ao tom da voz e à velocidade de fala dos envolvidos na entrevista de emprego. Isso ajuda a identificar a melhor postura vocal e o ritmo correto para a conversa.

Já o ajuste de linguagem é usar as mesmas palavras do recrutador, seguindo a ordem de pronúncia e alternando com a sua resposta. Por exemplo, se o entrevistador pergunta “Quais os desafios que você enfrentou na sua carreira e como lidou com eles?”, o candidato que visa gerar rapport pode responder:

“Os desafios que enfrentei na minha carreira foram três: as crenças limitantes que impediam meu desenvolvimento profissional, a falta de processos internos e a crise econômica que afetou a empresa onde eu trabalhava. Lidei com esses fatores fazendo isso, isso e aquilo.”

Erros fatais para evitar na entrevista de emprego

Além de saber se comportar para gerar boa impressão, você precisa ficar atento para não cometer erros que eliminam candidatos do processo seletivo. Veja, a seguir, as principais falhas que podem impedir sua contratação.

Demonstrar que não conhece a vaga e a empresa

Cair de paraquedas na entrevista de emprego é um erro comum. Muitos profissionais se candidatam à vaga, mas deixam de fazer a pesquisa sobre a organização e chegam desinformados para a conversa com o recrutador.

Não desperdice a oportunidade de ser efetivado na empresa! Informe-se sobre questões importantes para o processo seletivo.

  • Esteja a par da situação econômica e política do país e do mundo. Saiba quais são os países em destaque, o que seus líderes estão fazendo, como o Brasil pode ser afetado e como a empresa pode ser impactada pelo cenários nacional e internacional.
  • Saiba qual é o setor de atuação da empresa, a organização líder no ramo, os principais clientes e correntes da empresa onde pretende trabalhar.
  • Descubra como é a cultura e o clima organizacional, qual é a missão, visão e valores,  quais são os produtos e serviços comercializados, como a empresa se posiciona no mercado e se comporta nas redes sociais.
  • Conheça o setor que você se candidatou para trabalhar, qual a sua importância para a empresa, o que faz um profissional da área e como pode contribuir para melhorar os resultados.

Fazendo isso, você será capaz de responder às perguntas sobre a empresa com facilidade, além de demonstrar conhecimento técnico e proatividade.

Falar mal do último empregador

Você já ouviu o ditado “Quando Pedro me fala sobre Paulo, sei mais de Pedro que de Paulo”? É uma boa forma de representar o erro comum de se queixar da última experiência profissional.

Quando o recrutador pede para contar sobre seu emprego anterior, evite falar mal da experiência, mesmo que tenha sido uma período turbulento.

Ao focar nos aspectos negativos, você diz mais sobre você do que sobre a empresa onde trabalhou: demonstra que é um profissional imaturo, que tem dificuldades para lidar com conflitos.

Portanto, deixe todos os sentimentos ruins que possa ter sobre seu último trabalho longe da entrevista de emprego. Em vez de se queixar, foque no que aprendeu nesse processo.

Usar linguagem inadequada para se comunicar

As gírias, expressões informais, vícios de linguagem e palavrões devem estar fora do seu repertório profissional. Ao participar de uma entrevista de emprego, lembre-se de que está em um ambiente sério e deve se expressar de forma adequada à situação.

Exigir um salário fora da realidade para o cargo e a empresa

Esse erro que pode eliminar candidatos do processo seletivo. Você deve ficar atento para que o valor da sua pretensão salarial seja condizente com a realidade do cargo a ser ocupado e com a realidade da empresa.

Portanto, prepare-se para justificar de modo lógico o valor da remuneração pretendida. Para solicitar o valor adequado e explicar sua escolha:

  • pesquise a média salarial para a função e para o ramo de atuação da empresa;
  • considere sua experiência profissional, seu último salário, seu custo de vida e a situação econômica do país.

Mentir sobre o nível de conhecimento de línguas estrangeiras

Acredite, mentir sobre isso é comum. Muitos candidatos distorcem essa informação e passam por momentos constrangedores quando o recrutador pede para conversar em outra língua durante a entrevista.

Portanto, seja honesto sobre o domínio do idioma que listou no currículo.

Se você declarou um conhecimento avançado de inglês e está com dificuldades na língua por falta de prática, diga a verdade. Deixe bem claro seu nível de fluência e informe que pretende melhorá-lo.

Fazer declarações e questionamentos que intrigam o entrevistador

Também tenha cuidado com as frases que fazem o recrutador pensar que você é um candidato mentiroso ou manipulador.

Como assim? Na tentativa de demonstrar que é o profissional certo para a vaga, muitos candidatos se enrolam com suas palavras. Eles fazem declarações ou perguntas que deixam o recrutador desconfiado.

O site Business Insider listou algumas delas para você conhecer e evitar dizer na entrevista de emprego:

  • “não tenho nenhum defeito”;
  • “meu único ponto fraco é trabalhar demais”;
  • “consigo fazer qualquer coisa”;
  • “sou muito bom em fazer isso, isso e aquilo”;
  • “já fiz isso milhões de vezes";
  • “esta é a única oportunidade de trabalho que me interesse”;
  • “a empresa monitora o uso da internet e do e-mail?”;
  • “fui demitido, mas não foi minha culpa”.

Percebe como essas frases aparentemente inocentes prejudicam sua performance na entrevista de emprego?

Elas podem indicar que você não está sendo sincero, teve alguma atitude indevida nos últimos empregos e pretende fazer algo fora das normas da empresa, por exemplo.

Por isso, fique atento para não dizer nenhuma delas durante o processo seletivo.

Entrevista de emprego - erros a evitar

.

Como responder a perguntas frequentes na entrevista de emprego

Você tem ideia do que os recrutadores avaliam nas perguntas comuns da entrevista? As questões são desenvolvidas para saber muito mais do que imagina.

Segundo Leonardo Gomes, especialista em recrutamento e seleção, os responsáveis pelo processo seletivo buscam descobrir 4 fatores sobre você, que serão listados a seguir.

Qual é o seu grau de autoconhecimento e capacidade de autorreflexão

Em questões sobre gostos pessoais, pessoas que admira e planos para o futuro o recrutador analisa o grau de autoconhecimento do candidato.

O objetivo é descobrir se a visão de futuro é coerente com as conquistas e as próximas fases da carreira, se o entrevistado busca desenvolver as características e habilidades de figuras que são referência e se é capaz de aprender com os erros e acertos.

Como você valoriza as suas conquistas

Em perguntas sobre o que realizou no passado, o recrutador analisa a autopercepção do candidato, buscando descobrir quais conquistas são mais relevantes e quais são supervalorizadas.

Qual é o seu grau de curiosidade intelectual

Em questões sobre livros que leu, cursos que realizou, entre outras atividades intelectuais, o recrutador avalia o interesse que o candidato tem em buscar conhecimento.

Além disso, ele faz mais perguntas para descobrir se o candidato consegue se aprofundar em um dos temas que demonstrou interesse durante a entrevista.

Qual é o seu nível de resiliência

Imprevistos acontecem em qualquer trabalho. Em perguntas sobre reações emocionais, o entrevistador busca descobrir se o candidato é resiliente. Isto é, se ele consegue lidar com os contratempos e conflitos sem desistir de encontrar uma solução após várias tentativas.

E aí, você consegue demonstrar isso respondendo as perguntas mais frequentes em entrevistas de emprego?

Para ajudar nessa tarefa, use o método SOAR. Desenvolvido pela Universidade de Nebraska-Lincoln, nos Estados Unidos, essa técnica aumenta a performance de candidatos em entrevistas de emprego.

E o que SOAR significa? A sigla representa Situação, Obstáculos, Ações e Resultados. Essa estrutura é vantajosa para ambas as partes envolvidas no processo seletivo.

O recrutador consegue checar o padrão de comunicação, o comportamento e a decisão do profissional. Já o candidato é capaz de relembrar e reunir suas realizações profissionais para demonstrar a utilização e relevância das suas habilidades.

Em outras palavras: ao estruturar sua resposta usando o método SOAR, você é capaz de informar suas qualificações de modo claro e objetivo, sem cair na armadilha de mencionar apenas potencialidades, talentos ou responsabilidades.

Confira, a seguir, as principais perguntas e pedidos realizados em uma entrevista de emprego e treine para respondê-las adequadamente.

  • Conte-me sobre você.
  • Por que deixou o seu emprego anterior?
  • Por que deseja trocar de emprego?
  • Por que está há tanto tempo sem trabalhar?
  • Como você se imagina daqui a 5, 10 ou 15 anos?
  • Você gosta de trabalhar em equipe?
  • Quais são seus pontos fortes e fracos?
  • Quais os desafios que enfrentou em sua carreira e como lidou com eles?
  • Quais os principais projetos que você se envolveu e quais foram os resultados?
  • Quais as suas principais realizações profissionais?
  • Qual é a sua pretensão salarial?
  • Por que devo contratar você?

Como se dar bem na entrevista para o primeiro emprego

Se você nunca trabalhou, deve estar preocupado sobre as perguntas de experiência profissional. Afinal, como demonstrar para o recrutador que você deve ser contratado mesmo sem ter vivência no mercado de trabalho?

Entrevista de emprego - 1º emprego

Primeiro, considere as dicas listadas neste guia. As orientações sobre o que fazer antes da entrevista de emprego, como se comportar e causar boa impressão, erros fatais que devem ser evitados e como responder às questões mais comuns também são válidas para quem busca o primeiro emprego.

A principal diferença na entrevista está no momento de falar sobre a vivência profissional. Nessa fase, você deve valorizar sua experiência acadêmica e voluntariados.

Fale sobre situações que viveu na Universidade e que demonstram as suas competências e habilidades:

  • monitoria em um projeto de extensão universitária;
  • participação em empresa júnior;
  • cursos de aperfeiçoamento;
  • iniciação científica e monografia;
  • estágios;
  • intercâmbios.

Se já fez algum trabalho voluntário, conte ao recrutador como foi sua experiência. Fale sobre:

  • os projetos que desenvolveu e os desafios que enfrentou e superou;
  • as habilidades que aperfeiçoou e/ou adquiriu durante o voluntariado;
  • como foi trabalhar em equipe e os aprendizados pessoais e profissionais que obteve com essa experiência.

Além disso, é importante saber responder perguntas que recrutadores fazem em entrevistas de primeiro emprego. As questões a seguir ajudam o entrevistador a ter uma ideia melhor do caráter e do comportamento do candidato.

  • Você é um bom aluno?
  • O que faz para se considerar um bom aluno?
  • O que já fez para ajudar familiares em uma situação difícil?
  • Você faz alguma coisa para ajudar sua família?
  • Quando você estiver trabalhando, o que acredita que será importante para sua experiência profissional dar certo?
  • Conte-me um pouco sobre você e a sua família.
  • Por que você está começando a trabalhar tão cedo?
  • Por que você está começando a trabalhar tão tarde?

Viu como uma entrevista de emprego pode ser uma etapa mais tranquila quando você se prepara corretamente? Separe um tempo para colocar essas dicas em prática, melhorar sua performance e surpreender os recrutadores.

 

Que tal fazer uma graduação para aumentar suas chances de se sair melhor em um processo seletivo? Confira os cursos EAD da Uniube!

Escrito por Letícia, da Uniube