Letícia, da Uniube - jan 28, 2019

Como a linguagem corporal vai ajudar você a conseguir um emprego

Nem sempre o nível de qualificação profissional e a experiência para o cargo são os únicos critérios utilizados para preencher uma oportunidade de emprego. A postura de um candidato também é decisiva nos processos seletivos. Por isso, a linguagem corporal é um bom indicativo das características e aspectos emocionais de um postulante à vaga.

Esses fatores podem influenciar muito a opinião dos recrutadores. Por exemplo, ficar o tempo todo com a mão escondida ou com os braços cruzados pode passar a ideia que você está desconfortável no momento.

Ficar de olho nessa forma de comunicação pode evitar que você passe uma impressão negativa para quem está realizando a entrevista.

Quer saber mais sobre o assunto? Acompanhe este texto e conheça alguns erros e acertos relacionados à  linguagem corporal em um processo seletivo. Confira!

Erros de linguagem corporal a serem evitados

Mãos nos bolsos ou para trás

Um processo seletivo é a chance de os recrutadores conhecerem melhor aqueles candidatos que têm currículos formidáveis. No entanto, ao se apresentar com as mãos nos bolsos ou para trás, os recrutadores vão entender que o candidato esconde algo. Isso dificulta a possibilidade de mostrar o seu potencial para a vaga de emprego.

Para se mostrar acessível aos recrutadores, mantenha as mãos soltas e à frente do corpo. Mas elas não precisam ficar paradas o tempo todo. Você pode usar os gestos, mas sem exageros. Eles são aconselháveis, já que complementam a expressividade da sua fala.

Acenar com a cabeça repetidas vezes

Acenar com a cabeça faz parte da linguagem corporal. É uma maneira de mostrar que você concorda ou compreende algo. No entanto, se esse ato for repetido várias vezes, é possível que você esteja passando uma imagem de fragilidade. Pode, também, demonstrar impaciência.

Sendo assim, faça apenas pequenos sinais de concordância com a cabeça. É recomendável que isso aconteça quando você recebe uma instrução ou responde positivamente a algo. Feito de forma moderada, esse gesto demonstra interesse e aumenta as chances de conexão pessoal com os recrutadores.

Usar a bolsa como escudo

Muitas candidatas sempre levam uma bolsa para uma entrevista de emprego ou dinâmica de grupo. Até aí, tudo bem. O problema é fazer com que esse objeto se torne uma espécie de escudo, em que a pessoa esconde as mãos, enrola os braços e tampa parte do corpo. Essas atitudes podem demonstrar uma postura de timidez, falta de interesse e insegurança.

Portanto, carregue a bolsa ao lado do corpo. Preferencialmente, posicione-a à esquerda. Isso permite que você deixe a mão direita livre para cumprimentar os recrutadores. O importante é que fique evidente que ela é apenas um objeto para guardar seus pertences, e não uma meio involuntário de bloquear as suas eventuais fraquezas.

Ficar de olho no celular ou relógio

Esse é um dos erros de linguagem corporal mais graves durante um processo de seleção. Olhar várias vezes para o celular ou relógio demonstra total falta de interesse e de concentração. Os recrutadores vão entender que você é uma pessoa dispersa, desobediente e indiferente aos outros.

Para não passar essa péssima impressão, evite recorrer a esses aparelhos — só o faça se for necessário. E, se for realmente preciso fazer isso, dê uma explicação aos recrutadores. Caso contrário, mantenha o celular em modo avião e o relógio dentro da bolsa.

Dicas para ter uma boa postura

Aposte no sorriso

O sorriso é um dos elementos da linguagem corporal dos mais importantes. Isso porque ele revela seu nível de carisma, segurança e comunicação. Sorrindo de forma suave e espontânea, os recrutadores vão entender que você é uma pessoa que preza pelo otimismo e gosta de estabelecer um vínculo interpessoal imediato.

Dessa forma, logo ao entrar no local da entrevista ou dinâmica, abra seu sorriso. Faça isso com todas as pessoas presentes no ambiente da entrevista, sem distinção. Os candidatos a um emprego que sorriem apenas para quem tem cargos superiores podem passar a impressão de que são bajuladores e oportunistas.

Preste atenção na postura ao se sentar

A posição em  que você se coloca na cadeira pode ser um detalhe importante para avaliação dos recrutadores. Por exemplo, recostar-se para trás enquanto ouve uma pergunta demonstra uma posição de defesa. Ou seja, passa a ideia de que você não está satisfeito com que o foi questionado. Isso não é bom!

O mais recomendável é manter a coluna ereta ou ligeiramente inclinada, na direção dos entrevistadores. Dessa maneira, você revela interesse pela situação, característica muito apreciada em processo seletivo.

Linguagem corporal - sorriso

Mantenha contato visual

O olhar é outra característica que demonstra confiança, interesse e veracidade. Possivelmente, candidatos que costumam desviar a visão e abaixar a cabeça quando vão responder às perguntas podem estar mentindo ou demonstrando insegurança, atitudes que não são bem vistas pelos recrutadores.

Para evitar essas impressões negativas, mantenha o contato visual com a equipe de seleção. Olhe para o rosto do entrevistador na maior parte do tempo. Mas tome cuidado para não exagerar. Encarar insistentemente o recrutador pode ser desconfortável e constrangedor. Demonstre atenção.

Tenha cuidado especial com os braços

Muitas vezes, cruzar os braços pode parecer uma postura confortável para o corpo. Mas, em termos de linguagem corporal, essa é uma postura falha. O gesto pode indicar impaciência e causar a impressão de que você está em situação de defesa. Nada interessante para quem está passando por um processo seletivo.

Sendo assim, mantenha os braços soltos principalmente quando você vai responder ou fazer uma pergunta. Também evite mantê-los bem rentes à cadeira. Isso pode mostrar que você está ansioso e inseguro.

Finalize de forma confiante

Se até aqui você se comportou adequadamente e acha que acabou, está enganado. O término da entrevista ou da dinâmica é também importante. É nesse momento que muitos candidatos entregam aquilo que esconderam durante todo o processo.

A ansiedade para ir embora e aguardar o resultado pode fazer com que muita gente saia de forma apressada e desfaça a postura simulada, que demonstrou durante as etapas de seleção. Isso revela despreparo e dá a impressão que o candidato manipulou os recrutadores.

Ao concluir a seleção para uma vaga de emprego, é importante arrumar seus pertences com tranquilidade. Depois disso, cumprimentar as pessoas que estavam ali e sair do recinto sem pressa. Não se esqueça de abrir um sorriso ao se despedir de todos. Isso expressa confiança.

Neste conteúdo, mostramos como a linguagem corporal é importante para conquistar um emprego. Esperamos que tenha gostado das dicas que foram apresentadas para você arrasar nos processos seletivos!

Agora que você sabe disso, que tal buscar uma vaga por meio das redes sociais, por exemplo, via LinkedIn? Essa plataforma ajuda na construção de networking e inserção no mercado de trabalho, oferecendo milhares de anúncios de vagas de emprego.

Quer conferir mais novidades sobre o mercado de trabalho? Siga a Uniube no Facebook e no Instagram.

Escrito por Letícia, da Uniube