Letícia, da Uniube - ago 1, 2018

9 dicas para conseguir uma recolocação profissional

A crise nos últimos anos ocasionou altos índices de desemprego no Brasil. Existem milhares de pessoas buscando recolocação profissional. Esses profissionais desejam retornar o mais rápido possível para o mercado de trabalho.

O desemprego costuma ser uma das piores experiências que uma pessoa pode viver. Além da falta de dinheiro para pagar as contas, as pessoas têm que lidar com vários sentimentos negativos, como a sensação de perda e o vazio por não estar mais inserido em um espaço de trabalho.

Se você se deixar levar por esses sentimentos, sua busca por um novo emprego será prejudicada. É essencial manter uma atitude positiva, mantendo o foco e a determinação para colocar em práticas as estratégias a seguir.

Faça seu controle financeiro

O primeiro passo para organizar sua recolocação profissional é realizar um bom planejamento financeiro para poder se concentrar com tranquilidade na busca por uma boa vaga.

Infelizmente, a maioria das pessoas não tem o hábito de guardar dinheiro para  emergências. No caso do desemprego, como você não sabe quanto tempo vai levar para retornar ao mercado de trabalho, controlar os gastos será um passo fundamental.

Os especialistas recomendam que você tenha uma reserva disponível para se manter com todas as despesas por, no mínimo, 6 meses.

Entretanto, se a demissão pegou você desprevenido financeiramente, revise seus gastos, corte tudo o que for desnecessário e busque alternativas mais baratas.

Organize a sua rotina

Você precisa organizar sua busca por recolocação profissional. Entenda que procurar trabalho não deixa de ser um trabalho, por isso é importante estabelecer uma rotina diária com todas as atividades relacionadas à sua busca por emprego.

Faça uma lista do que será necessário para procurar emprego: preparação e envio de currículos e cartas de apresentação, contatos de networking, entrevistas, entre outras. O ideal é que você organize uma agenda semanal, planejando suas atividades e tendo a disciplina para segui-la.

Não se esqueça de incluir horários para estudar e se atualizar, praticar exercícios físicos e uma atividade de relaxamento, como meditação ou yoga. Você precisa manter-se bem física, mental e psicologicamente. Tudo isso ajuda a causar uma ótima impressão nas entrevistas de emprego que fará.

Revise seu Currículo

O seu currículo é uma das principais ferramentas na busca por recolocação profissional. Um bom currículo deve destacar seus pontos fortes e despertar o interesse dos recrutadores. Aproveite para revisá-lo, relembrando de tudo o que já realizou em sua carreira. A partir daí, você deve ter em mente seu objetivo profissional e determinar quais informações estão alinhadas ao que está buscando.

Por exemplo, se você possuir muita experiência, deve destacar esse tópico. Se não, deve focar nas suas formações. Seu currículo deve conter, também, os cursos, idiomas, e até mesmo, viagens, prêmios e trabalhos voluntários realizados, caso tenham relação com a vaga pretendida.

Fale de maneira clara e objetiva o que você realizou em cada lugar que trabalhou e os resultados que ajudou a alcançar na empresa. No caso de vagas específicas, ressalte experiências e competências que possam ser interessantes para a função anunciada.

Use o Linkedin

Além dos sites de vagas, o LinkedIn é um poderoso aliado para quem busca recolocação profissional. Atualmente, quase todas as empresas anunciam suas vagas na plataforma e os recrutadores e headhunters a utilizam para buscar profissionais alinhados com o perfil das vagas que precisam preencher.

Além disso, o Linkedin é uma rede voltada ao desenvolvimento de networking, onde você tem acesso a profissionais do mundo inteiro, podendo se conectar e trocar conhecimentos com eles.

Para usá-lo a seu favor é essencial preencher o perfil de forma profissional, destacando suas experiências e formações. Enquanto o seu currículo deve ser mais técnico, o perfil do LinkedIn é mais flexível.

Os recrutadores recomendam que você fale um pouco sobre quem é você, incluindo informações sobre sua personalidade, pois isso facilita a identificação do profissional mais adequado à vaga e mais alinhado à cultura da empresa.

Use sites de busca de empregos

Atualmente, a internet é uma das principais ferramentas para procurar emprego, existindo diversos sites que funcionam como bancos de vagas. Alguns são pagos, mas a maioria é gratuita. Os mais conhecidos são:

Também vale a pena pesquisar se não existe algum site de vagas especializado na sua área de atuação, como, por exemplo:

recolocação profissional

Amplie seu Networking

O networking continua sendo um dos principais caminhos para a recolocação profissional. As empresas estão investindo cada vez mais em programas internos de recrutamento para diminuir suas despesas com processos seletivos.

Por conta disso, muitas vagas nem chegam a ser anunciadas no mercado. Para você ter acesso a essas oportunidades, precisará trabalhar seu networking de forma efetiva.

Comece contactando antigos chefes e colegas, conhecidos e profissionais de sua área. Faça uma lista desses contatos que podem ser possíveis fontes de oportunidades, marque cafés e almoços e aproveite as conversas para atualizá-los sobre o seu perfil profissional.

Especifique as vagas que está buscando e, de tempos em tempos, relembre seus contatos que ainda está disponível para o mercado. Assim, eles se lembrarão de você ao se depararem com uma oportunidade.

Prepare-se para as entrevistas de emprego

A entrevista pode ser a porta de entrada para o seu novo emprego e o fim da sua busca por recolocação profissional. Portanto, quanto mais bem preparado você estiver para esse momento, mais transparecerá tranquilidade, segurança e profissionalismo, aumentando as chances de causar uma boa impressão no recrutador.

Um exercício que você pode fazer é buscar no Google “perguntas mais comuns em entrevistas”. Em seguida, anote as vinte perguntas que você considera que poderão fazer parte da sua.

Estudar sobre a empresa é outro fator essencial para se destacar. Mostre que você conhece o negócio, o mercado em que ela atua e como você poderá contribuir para potencializar os resultados.

Faça uma pós-graduação

A maioria dos profissionais, em tempos de instabilidade econômica, costuma adiar ou cancelar seus planos de especialização. E isso pode ser uma oportunidade para você mostrar aos recrutadores a sua vontade de se diferenciar, além de fortalecer seu currículo com os conhecimentos adquiridos.

Enquanto o Ensino Superior forma profissionais generalistas, ao realizar uma pós-graduação você adquire conhecimentos específicos, que permitirão enxergar seu campo de atuação com muito mais profundidade.

Universidades como a Uniube, por exemplo, oferecem cursos de pós-graduação e MBA com um corpo docente formado por acadêmicos, pesquisadores, além de profissionais com grande experiência de mercado.

Significa que você terá acesso aos conhecimentos teóricos, bem como aos métodos e técnicas acumulados por esses profissionais nos seus anos de prática. Em resumo, a pós permitirá que você contribua de forma mais efetiva para os resultados das empresas, se tornando um profissional mais valorizado no mercado.

Então, se você colocar em prática as estratégias que ensinamos neste post, a sua busca por recolocação profissional será mais organizada. Além disso, você aumentará suas chances de retornar ao mercado de forma mais rápida e mais bem preparado.

Gostou do texto? Se você está buscando se especializar e aumentar suas chances no mercado, clique aqui e conheça os cursos de Pós-graduação da Uniube.

Escrito por Letícia, da Uniube