Letícia, da Uniube - jul 20, 2018

Confira os tipos de pós-graduação e veja como eles podem impactar na sua carreira

Foi-se o tempo em que apenas uma graduação já preparava o profissional para o mercado de trabalho. Hoje em dia, manter-se atualizado é fundamental para se posicionar sempre à frente em um mercado cada vez mais competitivo, e a pós-graduação tornou-se uma etapa muito importante no percurso de formação de um profissional.

Quem deseja se destacar e construir uma carreira sólida em um mundo cada vez mais exigente em relação às habilidades técnicas e à qualificação, não pode abrir mão dos processos de aprendizagem.

Mas você conhece todas as opções de pós-graduação que existem para quem já fez uma faculdade? Você conhece a diferença entre especialização, MBA, mestrado e doutorado? E quais os impactos de cada uma dessas opções na sua carreira?

Para ajudar a definir qual a pós-graduação é a mais adequada a seu momento de carreira e aos seus objetivos, preparamos este texto, que vai mostrar as principais informações necessárias para fazer essa escolha.

Já adiantamos que uma pós-graduação deixou de ser um diferencial no currículo e se apresenta como requisito básico em diversas carreiras.

Siga em frente e saiba tudo sobre os diferentes tipos de pós-graduação!

A diferença entre os cursos lato sensu e stricto sensu

Existem duas modalidades de pós-graduação: a lato sensu (expressão em latim que significa “em sentido amplo”) e a stricto sensu (também do latim, que significa "em sentido específico").

Os cursos lato sensu são mais práticos e focados em uma determinada área do conhecimento. Eles visam formar especialistas em determinada matéria e alguns já preparam o aluno para ministrar aulas no ensino superior.

Os cursos stricto sensu são mais longos e se aprofundam em determinadas áreas do conhecimento. O foco é formar pesquisadores e professores universitários. Veja, abaixo, as características de cada pós de lato e stricto sensu.

Pós-graduação lato sensu

Especialização

Os cursos de especialização visam aprofundar os conhecimentos na sua área de graduação. Eles propiciam uma orientação técnica em determinada matéria e são bem práticos para quem acabou de se formar. Alguns cursos de especialização oferecem até disciplinas voltadas à formação de professores de ensino superior (didática)

Duração: os cursos de especialização duram, em média, um ano (com no mínimo 360 horas de conteúdo).

Perfil do aluno: profissional recém-formado, que pretende se especializar em determinada área.

Como pode contribuir com o currículo: ao final, o aluno recebe um certificado com o título de especialista, o que é essencial para entrar em um mercado de trabalho cada vez mais marcado pelo conhecimento técnico.

MBA

Você já deve ter ouvido falar bastante do MBA se for egresso de um curso da área de administração ou finanças. O MBA (do inglês Master in Business & Administration), apesar do Master no nome, não forma mestres em administração. Na verdade, é uma especialização direcionada para desenvolver capacidades de coordenação e direção.

O objetivo é oferecer uma formação prática em processos de gestão com forte conexão profissional.

Duração: de um a dois anos.

Perfil do aluno: geralmente, o MBA é voltado para quem já está no mercado de trabalho e pretende assumir cargos de coordenação.

Como pode contribuir com o currículo: na hora de se candidatar para uma promoção, ter essa base teórica e prática no currículo faz grande diferença para você sair na frente.

Pós-graduação stricto sensu

Mestrado

Podemos dizer que o mestrado é uma prolongação dos estudos da graduação no que diz respeito às bases teóricas da sua área. Mas o curso – o mais correto é defini-lo como um programa de mestrado – também tem um perfil flexível, podendo ser uma maneira de redirecionar a carreira.

Isso porque os estudos em um mestrado podem partir de teorias que abarcam outras áreas de conhecimento para conectar com sua formação. Por exemplo: você pode ser formado em Direito e fazer um mestrado em Administração, com foco na gestão jurídica.

Mas essa conexão entre as áreas nem é uma regra. Tudo depende do programa que você pretende fazer e das condições necessárias para o ingresso. Vale destacar que os programas de mestrado são avaliados pela Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior), que distribui notas de acordo com uma série de indicadores de qualidade.

Programas com notas 6 e 7 são considerados de nível excelente e de acordo com os melhores padrões internacionais. Os que atingem nota 5 são considerados de excelência nacional. As notas 4 e 5 ficam com os programas que apresentam desempenho entre bom e muito bom. Cursos com padrões mínimos de qualidade e desempenho médio levam nota 3.

Vale ressaltar que programas abertos recentemente partem com uma nota inicial de recomendação entre 3 e 4.

Clique aqui e consulte todos os cursos recomendados pela Capes.

Mestrado acadêmico ou profissional

Essa característica que abordamos até aqui dizem respeito ao mestrado chamado acadêmico, mas nos últimos anos um tipo específico de formação stricto sensu vem se popularizando: o mestrado profissional. Diferente do acadêmico, ele é voltado para o mercado de trabalho e não para a formação de docentes.

Nos dois casos, um mestrado pode durar entre dois e três anos e exige a apresentação de uma dissertação ao final do curso.

Duração: dois a três anos, em média.

Perfil do aluno: para quem gosta de teoria e pesquisa e pretende seguir carreira acadêmica (além daqueles que pretendem ter grande base teórica e se destacar no mercado de trabalho, no caso do mestrado profissional).

Como pode contribuir com o currículo: um profissional com mestrado é muito reconhecido pelo mercado de trabalho. Sem dúvida, o portador do título de mestre está à frente de qualquer profissional, no tocante ao conhecimento sobre sua área de atuação. Além disso, com esse título você está plenamente qualificado para dar aulas em universidades.

Doutorado

O doutorado permite desenvolver uma compreensão  mais profunda de uma determinada área de conhecimento. É o passo seguinte ao mestrado e se caracteriza por solidificar o perfil de pesquisador do doutorando, com desenvolvimento de novos conhecimentos dentro da área, por meio da apresentação e defesa de uma tese.

O doutor também é conhecido com PhD (Philosophiæ Doctor ou Doutor da Filosofia) em sua área. A Capes também avalia os programas de doutorado nos mesmo moldes dos programas de mestrado.

Duração: de três a cinco anos, em média.

Perfil do aluno: quem gosta de pesquisa e pretende seguir carreira acadêmica.

Como pode contribuir com o currículo: com um título de doutor, é possível concorrer nos melhores concursos para docentes de universidades públicas, além de ter grande reconhecimento pelo mercado – afinal, qual empresa não quer ter um PhD à frente de suas operações?

Pós-graduação a distância: vantagens dessa modalidade

Uma pós-graduação pode ser feita a distância – uma das modalidades de educação que mais cresce no país, devido à sua praticidade, baixo custo e métodos eficientes de construção de aprendizado. Vários cursos de pós-graduação, hoje, são oferecidos na modalidade a distância.

Muitas pessoas podem ter alguma insegurança sobre a pós-graduação EAD. Isso é causado por falta de informação, de costume ou já ouviu reclamações de quem não teve boas experiências com instituições que não prezam pelas normas do MEC e com a qualidade de ensino.

O fato é que deixar de fazer uma pós-graduação a distância é perder a chance de se especializar de maneira rápida e flexível. Uma instituição reconhecida pelo MEC e com sistema de ensino bem desenvolvido permite uma formação tão boa quanto um curso presencial.

E isso com as seguintes vantagens que o aluno pode obter com uma pós-graduação EAD:

1. Diploma reconhecido pelo MEC

A validade do diploma ou de um certificado (no caso dos cursos de pós lato sensu) de um curso EAD é a mesma de um curso presencial. Qualquer informação diferente disso é falsa. O Ministério da Educação considera a autorização da universidade para lecionar os cursos – independentemente se são presenciais ou a distância.

2. Redução de custos com educação

Os cursos EAD são mais baratos que os cursos presenciais, seja uma graduação ou uma pós-graduação. Isso é uma ótima oportunidade de investir em conhecimento para se posicionar melhor no mercado e ser mais bem remunerado.

Não podemos esquecer dos custos com transporte e alimentação fora do lar – obviamente inexistentes no caso de um curso EAD.

3. Flexibilidade de horário

É difícil conciliar sua rotina de trabalho com os estudos? Em uma pós EAD, a flexibilidade é bem grande. Você pode fazer o horário que bem entender dentro do ciclo de estudos. Você pode usar os primeiros horários da manhã para os estudos e aproveitar a noite com a família; ou usar as horas antes do jantar; ou  os fins de semana.

A pós-graduação a distância surge como uma opção bem flexível para gerenciar seu dia a dia.

4. Acesso facilitado aos conteúdos

O material de estudo de um aluno de pós-graduação a distância não pesa na mochila. Isso porque a modalidade traz documentos de texto e vídeo que ficam armazenados no sistema da instituição e podem ser acessados a qualquer momento pelo aluno.

Ou seja, o conteúdo pode ser lido, assistido ou ouvido em smartphones e tablets durante a volta do trabalho ou até mesmo durante uma atividade física.  

5. Autonomia

Ao contrário do que muita gente pensa, o aluno de uma pós-graduação a distância não fica desassistido pelo professor se tiver alguma dúvida sobre os estudos. Pelo contrário, ele é estimulado a entrar em contato pelos meios específicos e se inteirar sobre os temas de maneira satisfatória.

Ao contrário do que pode acontecer em uma sala com diversos alunos (com cada um em um ritmo diferente de absorção dos conteúdos), a atenção é personalizada. Além disso, como a gestão do tempo de estudo é feito pelo próprio aluno, ele pode avançar ou voltar nos conteúdos de acordo com suas necessidades.

Há várias vantagens de um Pós-graduação na modalidade EAD

Como escolher a melhor pós-graduação

Uma pós-graduação é um passo fundamental para a guinada na carreira. Mas, para isso, é preciso saber por qual momento profissional você passa. Por exemplo: se você pretende avançar para um cargo de coordenação na sua empresa, um MBA pode ser o curso ideal para dar o empurrão que falta para essa promoção.

Por outro lado, se deseja mudar de empresa ou até mesmo de ramo de atuação, uma especialização ou um mestrado pode proporcionar novos conhecimentos e se configurar como um ótimo canal de networking.

Estar em contato com profissionais de destaque no mercado, como é o caso dos professores, é fundamental para se conhecer e se apresentar a novas oportunidades. Por isso, ao escolher o curso de pós-graduação, dê uma olhada no currículo Lattes dos docentes.

Há o caso de você ser um profissional formado há bastante tempo e sentir que muitas coisas mudaram na sua área. A dificuldade de tratar sobre algumas coisas com quem chegou agora ao mercado pode ser um sintoma da falta de atualização.

Cursos de especialização se adequam às mudanças do mercado e são ótimas opções para colocar os conhecimentos em dia.

Você tem noção, por exemplo, de como mudou a área de comunicação desde os anos 2.000 com o surgimento das redes sociais, smartphones e aplicativos de mensagens? E o profissional formado lá em 1.999? Se não aprendeu novas técnicas, teve de mudar de profissão.

Pode ser também que você perceba que adoraria tratar dos assuntos de sua área de atuação cotidianamente - é a vocação para a docência que por vezes se manifesta. Ou mesmo que gostaria de pesquisar sobre os assuntos e gerar novos conhecimentos e tecnologias.

Para esses casos, a pós-graduação stricto sensu são as melhores opções para a carreira docente. Já com um mestrado é possível lecionar  em universidades. Com o doutorado, é possível prestar concursos ou conseguir cargos de coordenação acadêmica.

A pós-graduação, seja ela lato ou stricto sensu, ajuda a acelerar o sucesso profissional de seus alunos. Com uma pós é possível alinhar teoria e prática, para potencializar conhecimentos e construir um currículo mais competitivo.

Não fique de fora do mercado de trabalho por causa de um currículo magrinho. Invista em uma pós-graduação em uma instituição reconhecida pelo MEC, que emprega sistemas de aprendizado eficientes para qualificar seus alunos da melhor maneira.

Clique aqui, conheça todos os cursos de pós-graduação da Uniube e construa uma carreira de sucesso!

Escrito por Letícia, da Uniube