Letícia, da Uniube - mar 1, 2019

Conheça a área de Ciência da Computação

A área de Ciência da Computação é um campo de estudo fértil para quem quer trabalhar em um mercado que não enfrenta crises.

O Brasil lidera o ranking de países latinos com déficit de profissionais qualificados neste ramo de atuação.

De acordo com pesquisa da Cisco em parceria com a IDC, a demanda de trabalhadores de Ciências da Computação chegará a 449 mil novas vagas no Brasil até o final deste ano.

O grande número de novos postos revela o quão próspero é este mercado e o seu potencial de crescimento. Quer esclarecer suas principais dúvidas sobre a área da Ciência da Computação? Continue lendo!

Cenário atual

Um levantamento feito pela IDC Predictions Brazil estima que em 2019 o setor de TI deve crescer 10,5% – índice bem acima da projeção de incremento dos demais setores econômicos.

A área de Ciência da Computação engloba todas as atividades ligadas ao desenvolvimento de novas tecnologias e à segurança de dados.

Nos últimos anos, o Brasil vivenciou um grande fortalecimento do mercado de TI e a abertura de inúmeras startups. Enquanto grande parte das empresas reduziram seu quadro de funcionários, as organizações de TI não param de contratar.

Uma das explicações para este fenômeno é a falta de mão de obra qualificada. Ainda existem poucos profissionais formados em Computação para assumirem os postos vagos de trabalho.

Apesar de serem minoria na área, as mulheres têm conquistado seu espaço neste mercado. A pesquisa da IDC apontou que 31% dos estudantes de Ciências da Computação na América Latina são mulheres.

Há espaço para profissionais de ambos os sexos que desejem ingressar em postos abertos em todo o país.

Mercado de trabalho

O déficit de mão de obra faz com que muitas empresas contratem funcionários antes mesmo da formatura. Além disso, é simples encontrar um estágio ao longo da graduação.

Quem já está formado lida constantentemente com o assédio dos recrutadores. É fácil trocar de posição neste setor, que é um oásis em meio ao cenário de desemprego do restante do país.

Muitas empresas, inclusive, oferecem inúmeros benefícios como forma de reter os funcionários e reduzirem o incômodo dos recrutadores concorrentes. Essa forma de remuneração indireta aumenta ainda mais os diferenciais destas carreiras.

A média salarial de Ciências da Computação varia de acordo com o porte da empresa, a função profissional e o nível de experiência.

Segundo a consultoria PageGroup, os três cargos nesta área que terão maior procura em 2019 são desenvolvedor mobile, engenheiro de dados e desenvolvedor back-end. Os salários destas funções podem variar de R$9 mil a R$17 mil.

Possibilidade de empreender

Quem quer gerir o próprio negócio também tem diversas possibilidades. É possível empreender no ramo com investimento relativamente baixo.

Diversas startups de sucesso começaram com uma ideia inovadora aliada a um software, a um sistema on-line ou ao desenvolvimento de aplicativos mobile.  

Este é um setor próspero para quem está disposto a se preparar e não perde o interesse em se atualizar sempre.

Quais são os cursos da área de Ciências da Computação?

Concluir um curso superior na área de Ciências da Computação já deixa você um passo à frente dos demais candidatos.

Este campo de estudo é amplo e tem inúmeras opções para quem deseja se aprofundar. Listamos as graduações mais procuradas para que você entenda as peculiaridades de cada uma.

Conheça a área de Ciência da Computação

Sistemas de Informação

A graduação em Sistemas de Informação tem duração de 4 anos e visa qualificar o estudante para propor soluções tecnológicas da informação em qualquer ambiente de trabalho.

É indicada para quem tem afinidade com matemática, interesse por tecnologia e noção de inglês.

O aluno desse curso desenvolverá habilidades como criatividade, autoconfiança e consciência crítica para atuar tanto no campo técnico quanto no científico.

Após formado, o bacharel poderá administrar o fluxo de informações de empresas de diferentes portes, atuando em funções como:

  • consultoria estratégica;
  • modelagem de software;
  • gerenciamento de banco de dados;
  • gestão de TI;
  • administração de redes;
  • desenvolvimento de sistemas;
  • criação de páginas;
  • arquitetura de sistemas.

O bacharelado dá uma visão aprofundada da Ciência da Computação, aumentando a empregabilidade do egresso.

Além do setor privado, há possibilidade de seguir carreira pública. Muitos órgãos governamentais abrem concursos para selecionar profissionais dessa área devido à grande necessidade de segurança da informação.

Engenharia da Computação

A graduação em Engenharia da Computação transita em dois campos de estudo: Engenharia e Ciência da Computação.

Esse é um curso voltado para formação de engenheiros capazes de implementar e coordenar projetos de computação em empresas de qualquer porte.

O engenheiro da computação poderá:

  • implementar projetos de sistemas de computação;
  • desenvolver softwares;
  • configurar dispositivos de instrumentação;
  • desenvolver processos e produtos a partir de modelos;
  • realizar testes e manter softwares;
  • integrar recursos de software e hardware;
  • gerir a TI das organizações.

O curso tem duração de 5 anos, em período integral, ou de 8 semestres, em período noturno.

Habilidades desejadas pelo mercado

Nem só de qualificações técnicas específicas vive a Ciência da Computação. Os recrutadores estão em busca de algumas competências comportamentais e habilidades complementares.

As empresas esperam que os profissionais tenham em seu currículo:

  • proficiência em inglês;
  • capacidade de trabalhar em equipe;
  • noção de gerenciamento de projeto;
  • criatividade;
  • capacidade de inovar;
  • habilidade em comunicação;
  • aptidão para resolver problemas;
  • visão empreendedora.

O campo de atuação em TI é amplo, complexo e envolve uma gama de fornecedores e estruturas. Por isso, o profissional graduado que alia conhecimento técnico com autodesenvolvimento tende a se destacar no mercado de trabalho.

Além disso, é preciso ter constante interesse em se atualizar. Como a tecnologia evolui rapidamente, é importante assimilar as transformações do setor com agilidade e manter-se sempre aberto para os novos desafios.

Interessou-se em saber mais sobre a área de Ciência da Computação? Acesse o site da Uniube e conheça nossa estrutura e tradição de ensino.

Escrito por Letícia, da Uniube