Letícia, da Uniube - fev 19, 2019

Aumento de salário: 7 dicas para ganhar mais

Sucesso na carreira é o principal objetivo de todo profissional. Satisfação pessoal e reconhecimento no mercado são recompensas importantes, mas outro fator é ainda mais decisivo: o aspecto financeiro. Receber um aumento de salário é importante indicação de que você está no caminho certo.

Porém, muitas vezes, o tempo passa e a proposta de melhoria na remuneração não chega. Nesses casos, cabe ao próprio trabalhador tomar a iniciativa. Um momento delicado, mas decisivo para as ambições pessoais.

Como pedir um aumento de salário sem colocar em risco o relacionamento dentro da empresa? Se você está nessa situação, fique atento, pois, vamos mostrar algumas dicas para você conseguir o melhor resultado sem prejudicar a sua carreira.

Como pedir um aumento de salário

Ter sucesso no momento de requisitar um aumento de salário exige confiança profissional e capacidade de defender o seu ponto de vista de maneira firme. Porém, é preciso cuidado para não ultrapassar os limites do relacionamento entre funcionário e chefe.

A conversa é delicada e exige tato em sua condução. Mesmo os mais experientes podem se sentir intimidados, preocupados com a reação do responsável por acolher e aprovar ou rejeitar o pedido.

Algumas dicas podem ajudar bastante neste momento. Separamos 7 delas, para que você possa se preparar ao máximo e ser recompensado como merece. Confira, a seguir!

1. Saiba o momento certo

Um dos aspectos mais importantes é acertar o timing do seu pedido. Uma empresa que tenha acabado de receber um balanço negativo, por exemplo, será menos inclinada a conceder um aumento de salário. Outros fatores como tempo de admissão ou data do seu último aumento são considerações importantes.

É preciso também pensar no seu desempenho recente. Você terá mais chances de sucesso se iniciar a conversa após a entrega bem-sucedida de um projeto em destaque ou ter superado as expectativas do seu cargo ou responsabilidade atual.

2. Prepare seus argumentos

Pleitear um aumento de salário exige que você demonstre exatamente qual é o seu valor para a empresa. Para isso, nada mais adequado do que estar apoiado em argumentos sólidos. Portanto, reúna, com antecedência, evidências do quanto você é essencial para o trabalho realizado.

Que tipo de evidências? Se a empresa realiza avaliações periódicas, um bom resultado na mais recente já é um bom começo. Um mini portfólio dos projetos em que você esteve envolvido ou metas que tenha batido nos últimos meses também podem ajudar a fortalecer o seu caso.

3. Não use argumentos pessoais

A decisão de pedir um aumento de salário pode ser precipitada por problemas ou mudanças em sua vida pessoal — a doença de um familiar, dívidas inesperadas ou até mesmo o nascimento de um filho. Mas cuidado ao utilizar esses argumentos durante a conversa com a chefia.

A principal preocupação do gestor será com a empresa. Mostrar-se interessado em contribuir cada vez mais para o crescimento do negócio terá peso muito maior do que expor motivos pessoais. O importante é mostrar o seu valor como colaborador, não as causas do seu pedido.

4. Confira o plano de carreira da empresa

O caminho mais curto para o aumento de salário é muitas vezes o mais óbvio: uma promoção. Verifique com o departamento de Recursos Humanos — ou o responsável pela área — se a empresa tem um plano de carreira para seus profissionais e onde você se encontra neste momento.

Se (ou quando) você reunir os atributos necessários para ser conduzido a um nível superior, a conversa com seus superiores terá um tom diferente. Em vez de apenas pedir o aumento de salário, converse sobre como você pode contribuir para  um cargo de liderança, assumindo novas responsabilidades — e recebendo um valor acima dos vencimentos atuais.

5. Não faça chantagem

É comum empresas apresentarem propostas para aumento de salário quando um profissional recebe sondagem de outras oportunidades. Porém, usar essa cartada logo no início da conversa — ou, pior, inventar uma oferta apenas para esse fim — pode ter consequências desagradáveis.

A primeira é que seu chefe pode simplesmente se recusar a conceder a melhoria desejada. Se a proposta não existir, seu blefe terá ido por água abaixo.

Outra possibilidade é você conseguir o aumento, mas ter a imagem bem desgastada no ambiente de trabalho. Pode ser a diferença entre conquistar ou não uma promoção na sequência da carreira.

Aumento de salário - negociar

6. Esteja pronto para negociar

Os argumentos que você preparou foram bastante convincentes e a chefia concordou que você merece, sim, um aumento de salário.

Porém, seu pedido nem sempre será aceito logo de cara. Você pode também receber uma contraproposta: acréscimo menor a seus vencimentos, promoção para um cargo que foge a seu plano de carreira, redução nas horas de trabalho ou alguma outra medida.

Cabe a você decidir se concorda com o oferecido ou se tenta conseguir outras condições. O resultado ideal é satisfatório tanto para o profissional quanto para a empresa. O bom gestor sabe disso. Portanto, mostre que você também está disposto a chegar a esse consenso.

7. Conheça a média salarial da sua área

Saber negociar um aumento de salário envolve também saber o quanto você merece por seu trabalho. Se você teve acesso ao plano de carreira da sua empresa, já deve conhecer essa informação. Se não, a melhor maneira é conversar com seus colegas de trabalho ou amigos que também atuam na mesma área.

Apenas tome cuidado para não levar as comparações ao extremo. Cada empresa tem suas especificidades e diferentes pessoas vão ter responsabilidades distintas, mesmo com cargos idênticos.

Qualificação e aumento de salário

Mostrar o seu valor para a empresa e como você pode contribuir ainda mais para ela no futuro é uma boa maneira de conquistar o aumento de salário. Mas outros fatores também influenciam esse momento, e a qualificação profissional é um dos mais importantes.

Ter uma pós-graduação no currículo representa aumento significativo dentro do mesmo cargo. Por exemplo, um profissional de nível analista com mestrado ou doutorado pode receber até 118% mais do que um colega sem o mesmo título.

Voltar à sala de aula é uma boa forma de completar um perfil profissional que já tenha outras habilidades, como facilidade para trabalhar em grupos, inteligência emocional e comprometimento com as tarefas sob sua responsabilidade.

Pós-graduação: a chave para o seu futuro

Um conversa respeitosa, mas também firme e direta, é a melhor forma de abordar esse tema, que ainda causa tanto incômodo entre profissionais. Pedir um aumento de salário não deve ser um bicho de sete cabeças, desde que você demonstre, com argumentos sólidos, que merece ganhar mais.

Como mostramos, um argumento que encontra destaque no mercado de trabalho atual é a qualificação profissional — atestada em cursos reconhecidos e valorizados. A pós-graduação pode ser sua principal aliada na busca por um contracheque mais recheado ao fim do mês.

Conheça os cursos de pós-graduação da Uniube! Um deles pode ser exatamente o que você precisa para avançar na carreira.

Escrito por Letícia, da Uniube