Letícia, da Uniube - ago 1, 2018

Conheça a importância de um plano de carreira para seu futuro

Muitos jovens entram na faculdade sem o devido plano de carreira. Isso significa que boa parte dos universitários não tem seus rumos profissionais bem definidos, algo que deveria ser estimulado desde o início do ensino médio, quando começa a preparação para os vestibulares.

A importância desse planejamento ainda não é compreendida, já que ele serve não só para encontrar a carreira ideal, mas também para conseguir o sucesso no caminho escolhido.

Saiba, neste artigo, tudo o que você precisa para fazer um bom plano de carreira e ter sucesso em sua área de atuação. Siga em frente!

A importância de um plano de carreira

É comum ouvir histórias de pessoas que não trabalham com aquilo que sonharam durante a infância ou mesmo a juventude. Tanto que, depois de alguns anos e cansados da frustração, decidem fazer uma nova faculdade para tentar trabalhar com o que realmente gostam ou têm talento para realizar.

Isso acontece porque, em vários casos, esses profissionais se deixam levar pela ideia de bons salários em determinadas carreiras em detrimento de outras.

Mas é importante ter em mente que o sucesso é algo relativo, e uma pessoa que ama o que faz pode ter um bom retorno financeiro como consequência, independente da área de atuação.

Com um bom plano de carreira, é possível prevenir essa perda de tempo na vida profissional. O resultado pode ser a plena satisfação com a carreira escolhida e grandes chances de sucesso.

Visibilidade na carreira profissional

Ter um plano de carreira pode ajudar até mesmo na hora de conseguir uma vaga no mercado de trabalho. Isso porque as empresas valorizam profissionais que planejam o futuro.

Colegas e professores são parte de uma rede de contatos ainda na Universidade. Por isso, eles devem ser levados para ajudar você nessa tarefa, pois podem indicar vagas de emprego, estágios e cursos para o desenvolvimento das suas capacidades.

Sem dúvidas, um plano de carreira é um grande diferencial de um candidato a uma vaga de emprego em uma grande empresa, pois a maioria dessas organizações tem  programas de progressão de carreira para seus funcionários.

O começo do plano de carreira

É fundamental, antes de fazer um plano de carreira, desenvolver de maneira plena o autoconhecimento. Esse é o primeiro passo para definir quais as áreas que mais combinam com o seu perfil.

Sabe aquela pessoa que adora Biologia e tem grande curiosidade sobre o funcionamento do organismo? Com certeza uma graduação em Medicina ou Enfermagem pode ser a escolha natural para esse futuro profissional.

Já aquele que adora ler e promover discussões políticas pode se dar bem no Direito ou na Ciência Política.

Quem tem talento para gestão e sonha em administrar uma empresa ou mesmo empreender, o curso de Administração pode ser a grande chance de realização profissional.

O melhor conselho que podemos dar é: não escolha uma carreira apenas porque o senso comum estabelece que ela dá mais retorno financeiro.

Ganhar dinheiro no mercado de trabalho tem mais a ver com as oportunidades perseguidas e agarradas pelos profissionais dedicados e que gostam do que fazem.

A falta de motivação costuma ser um dos principais motivos de baixo desempenho e pelo insucesso de muitas pessoas que não procuraram o autoconhecimento antes de se decidir por uma carreira.

Passada a fase do autoconhecimento, é hora de botar a mão na massa para criar um plano de carreira!

plano de carreira

Como elaborar o plano de carreira ainda na Universidade

Ao conhecer sua vocação e escolher o curso que se alinha aos seus talentos, chegou a hora de elaborar o plano de carreira. O melhor período para fazer isso é durante a Universidade.

No dia a dia de graduação, ter um plano de carreira permite fazer escolhas mais acertadas, voltadas aos seus objetivos. Diversas disciplinas podem ser aproveitadas de maneira mais consciente pelo estudante, que sabe o caminho a percorrer para chegar aonde quer.

Isso é o tipo de coisa que raramente é ensinado durante a escola e até mesmo durante a graduação. Por isso, ter um plano de carreira é uma grande ferramenta para uma preparação eficiente para o mercado de trabalho. Confira, abaixo, o que deve ser levado em conta.

Fixação de objetivos

Para a elaboração do plano de carreira, é fundamental determinar um grande objetivo e outros mais acessórios à carreira. Por exemplo: seu objetivo principal pode ser chegar a um cargo executivo em uma multinacional; um objetivo acessório pode estar relacionado a qual área de atuação (jurídico, marketing, vendas etc.).

Fuja de objetivos genéricos

Objetivos genéricos são traçados sem conhecer muito bem sua área de atuação ou que é focado apenas nos números relacionados a salário. É necessário pensar bem se a pretensão salarial corresponde à realidade do mercado e não fugir da responsabilidade de cumprir bem cada etapa.

Determinar as etapas

Estabelecer as etapas não é algo fácil, porque envolve, também, o estabelecimento de metas. Professores e profissionais da área são fundamentais nessa hora, pois eles sabem como ninguém o caminho para atingir o objetivo que você traçou.

Pesquise bastante e tenha em mente que o plano de carreira não é feito para proporcionar um sucesso quase milagroso na vida do estudante, com altos cargos e salários conquistados rapidamente.

O plano é uma ferramenta para chegar ao topo de maneira consciente e sólida, ao longo do tempo.

Trace as metas de maneira realista: determine um prazo para arranjar um bom estágio e se esforce para ser efetivado; depois, determine um prazo para conseguir a primeira promoção ou para começar uma pós-graduação e assim por diante.

Marketing pessoal

Para elaborar um bom plano de carreira você deve levar em conta o marketing pessoal. Isso significa estabelecer uma rede de contatos de qualidade (em grupos de estudos, associações, empresas etc.) e sempre participar de eventos que possam destacar suas capacidades para essa rede (congressos, feiras e cursos, por exemplo).

Fazer marketing pessoal não significa discursar sobre suas qualidades para o maior número de pessoas. Essas qualidades precisam ser demonstradas por meio de um trabalho dedicado e ético.

Flexibilidade

Em um plano de carreira, flexibilidade não é sinal de falta de compromisso, e sim uma maneira de corrigir os rumos que podem ter sido desviados ou mostraram-se inviáveis.

Os estágios iniciais são os que mais necessitam de reavaliações por sua parte. Não tenha medo de mudar ou fazer ajustes em sua caminhada até o sucesso.

O plano de carreira é a melhor maneira de começar a vida profissional com o pé direito. A importância de pensar e agir de maneira estratégica reside na possibilidade de uma vida mais plena e realizada.

A Uniube é uma Universidade preocupada com o futuro de seus estudantes, oferecendo ensino voltado para o mercado de trabalho.

Navegue por nosso site e conheça nossos cursos de graduação presencial.

Escrito por Letícia, da Uniube